O blogue "Diário de um sociólogo" foi seleccionado em 2007 e 2008 pelo júri do The Bobs da Deutsche Welle - concurso internacional de weblogs, podcasts e videoblogs - como um dos dez melhores weblogs em português entre 559 concorrentes (2007) e um dos onze melhores entre 400 concorrentes (2008). Entrevista sobre o concurso de 2008 no UOL, AQUI.
Para todas aquelas e todos aqueles que visitarem este diário, os meus votos de um 2018 habitado pelo futuro, pela confiança, pela tranquilidade e pela saúde. Sintam-se bem e regressem sempre a este espaço criado a 18 de Abril de 2006. Abraço índico.
Myspace Layouts

30 julho 2010

Segundo DN

No "Diário de Notícias" de hoje, aqui. Recorde aqui. Siga uma série minha com o título Dominação e direcção: luta política na Beira, aqui.

2 Comments:

Blogger umBhalane said...

É bom.

O mais Velho mostra que sabe algo mais do que criar patos (sobre isso nunca tive dúvidas);

O mais Novo marca pontos (grão a grão o Galo enche o papo).

Quanto aos resultados, como é aconselhável, e de bom-tom, “não tenho uma posição sobre se a decisão é correcta ou errada”.

30/7/10 10:50 da manhã  
Blogger Reflectindo said...

Tenho em mim que nesta história de encontros secretos Daviz tem que ter muito cuidado. Estes senhores são espertalhões que um dia podem lhe atribuir coisa que ele não disse nem pediu, apenas para desgastá-lo perante o eleitorado. Daviz tem que saber que é alvo principal da Frelimo neste momento e todos os meios servem para destruí-lo. É o que aconteceu em relação à Renamo. Daviz tem que se lembrar no que aconteceu a Raúl Domingos. Também uma vez atribuiram afirmações a Afonso Dhlakama num encontro que teve com o ex-Procurador Geral da República.

Armando Guebuza se tem a quem aconselhar é a Frelimo na Beira. Essa é a visão de muitos moçambicanos que se expressam em vários órgãos da informação. Portanto, não é aconselhar a Daviz e muito menos aos munícipes da Beira para acatar ILEGALIDADES, usurpação do património do Estado por mais que sejam ditas por um juíz. Os tribunais devem ser pela justiça.

Por outro lado, Armando Guebuza tem que dizer abertamente a sua opinião em relação a contenda dos imóveis do Estado na Beira. Ele tem que dizer para ser julgado pelo público.

Nota: Armando Guebuza e outros líderes africanos são contra a decisão do Tribunal Penal Internacional, aqui.

30/7/10 7:07 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home